Movimento Separatista brasileiro... Tem Futuro??


   Movimento Separatista é o termo utilizado para designar movimentos que acontecem no Brasil e em outras regiões do mundo que reivindicam a independência de determinados territórios com o argumento de atingir a autodeterminação dos povos.

   No Brasil existem grupos que defendem esta independência das regiões sudeste, sul, nordeste e a criação de uma República Indígena dos povos amazônicos. Acredito que este movimento, quando gerado aqui no Brasil é, relativamente, em vão.

   É evidente a relação de dependência econômica destas regiões brasileiras. Enquanto o sudeste lidera as indústrias e um PIB de 33,8%; o sul lidera a agropecuária e um crescimento industrial; o nordeste as extrações minerais e uma parcela de 33,66% de sua população menor de 5 anos desnutrida e a Amazônia lidera a produção industrial centrada nos eletrodomésticos, criam assim uma ligação e uma interdependência. Imaginemos como seria a independência destas regiões... Acredito que o sudeste e a região sul sejam as regiões que se reconstituiriam mais facilmente, mas não totalmente, apesar de os maiores índices de desemprego e violência estarem centrados na região sudeste. Mas a independência do nordeste e a criação de uma República Indígena não seriam bem sucedidos... O nordeste é uma região pobre, com a metade da população ganhando meio salário mínimo e a Amazônia necessita também de uma evolução tecnológica e não apenas da fabricação de eletrodomésticos.  Talvez fosse criado um novo modelo monetário nesses “novos países” e o que hoje é realizado com base no Real dentro de um mesmo território, geraria uma revolução entre moedas e um reajuste econômico. Os produtos ficariam inacessíveis, a população de baixa renda que, se hoje em dia já não tem acesso a certos produtos, imaginem com o preço muito mais elevado...

   Ser separatista é ser incoerente... Desde nossas primeiras atividades na escola, o que nos é passado é a valorização de nossa Pátria... O Hino Nacional Brasileiro destaca isso quando diz:

“[...] verás que um filho teu não foge à luta,
nem teme, quem te adora, a própria morte.
terra adorada,
entre outras mil,
és tu, Brasil,
ó pátria amada!
dos filhos deste solo és mãe gentil,
pátria amada,
Brasil!”

   É necessário que lutemos pela nossa Pátria e não que a queiramos separar. Não apenas pelo motivo patriota, mas também pela coerência da sobrevivência de nações e de suas populações, de sua economia, política, sociedade...

O Blog Li França Num Papo Cabeça possui caráter informativo. Caso haja alguma dúvida por parte do leitor, não está garantida uma possível devolutiva em decorrência da grande demanda recebida, mas o Blog Num Papo Cabeça recebe, com muito carinho, sugestões de temas de vocês, leitores.
Até mais!
Li França

13 comentários:

Anônimo disse...

Republica do sudeste já!!!

o petróleo seria nosso, as indústrias nossa, e só seria realmente filho do novo pais quem fosse natural dela!!!

seriamos sem dúvida país de 1º mundo!!!

o sul que se vire

Anônimo disse...

O texto é pobre, incoerente, tendencioso e preconceituoso, pois visa desqualificar as regiões norte e nordeste definindo-as como exclusivamente dependentes do sul-sudeste.
Ocorreria exatamente o contrário do que foi afirmado, o sul e sudeste quebrariam com a descentralização dos serviços e produção de bens de consumo. Com o desligamento do Norte e Nordeste, as multinacionais que vendem para tais regiões e mantém escritórios no sudeste, teriam que se mudar, ou diminuir para criar nos países em nascimento - bem menos emprego no sudeste e bem mais emprego no norte-nordeste, forçando uma descentralização econômica que força o subdesenvolvimento do norte e nordeste. Sem os empresário do sudeste fazendo lobby para concentrar investimentos, o nordeste poderia explorar todo o seu petróleo, gás natural e minério, crescendo de acordo com o seu verdadeiro potencial. Sem falar que ficaríamos livres para negociar com americanos, canadenses, japoneses e chineses (onipresentes atualmente no norte e nordeste em busca de bons negócios - que sempre são impedidos pela elite do sudeste). Eu poderia passar horas escrevendo sobre as vantagens que o Norte e nordeste teriam com a separação, mas não há tempo nem espaço para isso. E ESSE PAPINHO SUPERIOR DE QUE O SUL E SUDESTE SÃO MELHORES QUE O NORTE-NORDESTE SÃO A MOLA PROPULSORA DO SENTIMENTO SEPARATISTA POR AQUI.
Portanto, que os estados do NORTE E NORDESTE CONSIGAM SUA EMANCIPAÇÃO JÁ!!!

Anônimo disse...

CORRIGINDO
O texto é pobre, incoerente e preconceituoso, pois visa desqualificar as regiões norte e nordeste definindo-as como exclusivamente dependentes do sul-sudeste.
Ocorreria exatamente o contrário do que foi afirmado, o sul e sudeste quebrariam com a descentralização dos serviços e produção de bens de consumo. Com o desligamento do Norte e Nordeste, as multinacionais que mantém escritórios no sudeste, teriam que se mudar, ou diminuir para criar novos escritórios nos países em nascimento - bem menos emprego no sudeste e bem mais emprego no norte-nordeste, óbvio. Tal fato acarretaria numa descentralização econômica severa, levando o sudeste à banca rota, ao mesmo tempo em que aqueceria as economias do norte e nordeste . Sem os poderosos empresários do sudeste fazendo lobby para concentrar investimentos, o nordeste poderia explorar todo o seu petróleo, gás natural e minério, crescendo de acordo com o seu verdadeiro potencial. Sem falar que ficaríamos livres para negociar com americanos, canadenses, japoneses e chineses (onipresentes atualmente no norte e nordeste em busca de bons negócios - que sempre são impedidos pela elite do sudeste). Eu poderia passar horas escrevendo sobre as vantagens que o Norte e nordeste teriam com a separação, mas não há tempo nem espaço para isso. E ESSE PAPINHO SUPERIOR DE QUE O SUL E SUDESTE SÃO MELHORES QUE O NORTE-NORDESTE SÃO A MOLA PROPULSORA DO SENTIMENTO SEPARATISTA POR AQUI.
Portanto, que os estados do NORTE E NORDESTE CONSIGAM SUA EMANCIPAÇÃO JÁ!!!

Li França disse...

Olá querido leitor!

Muito obrigada pela contribuição com a construção do Blog Li França Num Papo Cabeça, afinal a vida é feita de adversidades!

Um forte abraço! :)

Fique em paz!

Anônimo disse...

Vi nestes comentários e em outros na internet, que separatistas não tem educação e tão pouco argumentos para dizer algo que faça sentido. Para se separar o povo tem que querer. Falo de 80% do povão e não 1%...

Anônimo disse...

Concordo com o Anônimo... Seria muito difícil para as regiões Sul e Sudeste a separação do Nordeste. Ficaria muito complicado se conseguir mão de obra tais como serventes de pedreiro, diaristas, faxineiras de rodoviária, etc...

Anônimo disse...

A Republica Rio-Grandense foi esquesida porque Porto Alegre se vendeu ao império do Brasil. Até hoje é assim. Eu sempre digo... Se um dia o Brasil sofrer com uma invasão estrangeira eu estarei la para defendelo. Se o povo Rio grandense quer se separar do Brasil, eu lutarei pela Republica Rio Grandense.

Anônimo disse...

Comércio entre os estados separados: Podem existir dependências econômicas entre os Estados, mas isso não justifica o integralismo. É possível fazer comércio entre os estados, mesmo que sejam politicamente separados. Por exemplo: O Brasil faz comércio com outros países sem precisar ser unido politicamente.

Anônimo disse...

No separatismo, cada estado é unicamente responsável pelos seus problemas!
Se o meu estado é independente, o governo só tem obrigação de cuidar de sua população nativa. Não importa se os meus estados-vizinhos não conseguiram resolver os problemas sociais deles. A população nativa de meu estado não se mistura com os imigrantes, isso traz segurança ao meu estado.

O integralismo é a pior solução, por que?
No integralismo, se um estado cria problemas, ele prejudica todos os outros estados.
Pex: se os estados do nordeste não conseguem resolver seus problemas sociais, "quem se prejudica" são os estados de SP e RJ.

Guh Alves disse...

Bem, a única coisa que eu acho sobre todos que pensam em separar as regiões brasileiras, independente de quem sejam (sul, sudeste, nordeste, etc), é que ninguém pensa em todos os problemas que teriam ao se tornar independente. Teriam de formar uma nova economia, já que deixariam de receber os investimentos do Brasil, teriam de reformular a política, pois se tornaria um país, e não apenas um conjunto de Estados, e muitos outros empecilhos importantes. Vocês devem pensar que TODOS os Estados do país depende uns dos outros. Acho ridícula a ideia de independência aqui no Brasil, e penso que quem acha isso certo, não passa de um ignorante que não sabe nem o que se passa em sua própria cidade. Temos que pensar como um todo.

Anônimo disse...

REPÚBLICA DO SUDESTE JÁ!!!!

Rodrigo Baptista disse...

Pela independência do Sudeste do resto do Brasil, ou seja, independência do Brasil parasita já. Já temos mão de obra suficiente por aqui ñ precisamos do resto. E ainda digo mais... uma vez independente, duvido mto q os nordestinos, nortistas e Centro-Oestinos queiram voltar pras suas respectivas terras. Pois todo mundo vai querer ficar na parte desenvolvida. Lógico! A partir dessa independência sugiro q uma maior autonomia e independência tributária e funcional aos Estados membros (RJ, SP, MG e ES) com a formação de uma confederação de Estados independentes, cada um com sua própria constituição. Se unindo através de um concelho com número de membros iguais para cada Estado. Assim como faz a evoluída Suiça. Ñ a federação. E sim a Confederação de Estados Independentes.

CARIAUA disse...

....?

Postar um comentário